Viver e não ter a vergonha de ser Feliz!

Olha eu aqui de volta!!!

Começando 2012 com muita determinação e  pensamentos positivos.
Coisa boa né? É tão bom fazer planos e realizar sonhos, acredito que 2012 vai ser ainda melhor que 2011, estou muito confiante, alias todo mundo se torna forte e confiante quando se tem Deus no coração, “O Deus do Impossível”.
Hoje em dia encaro meus problemas como DESAFIO, e sei que com auxilio de Deus vou ser sempre uma vencedora. Que as minhas conquistas não seja apenas de coisas matérias, seja também espiritual.
Amo demais a minha família que é a minha base, meu porto seguro, a minha verdadeira riqueza.
Valorizo muito meu trabalho, sei que em cada dificuldade, me torno mais forte e experiente.
Com o passar do tempo, você aprende que a felicidade faz parte apenas dos momentos bons e conquistas diárias, que a cada amanhecer Deus nós dá a oportunidades de ser seres humanos melhor e capazes.
Que o meu amor pela natureza, animais e pessoas aumentem a cada dia mais, que as famílias sempre esteja unidas e se respeitando, que o "Homem" busque sempre a Deus.
Em breve estarei aqui para registrar e dividir com vocês minhas novidades boas.
E não se esqueça que não somos NADA nessa vida sem Deus.

Feliz 2012!!!
  

Beijinhos a Todos.

Tanto na terra, como no céu!

Para quem vive com a cabeça nas estrelas, não há desafio maior que manter os pés no chão. É a eterna luta em saber conciliar nossos opostos. Equilibrar o concreto e o abstrato. Saber o que é o sonho possível. E o que é puro devaneio. Difícil? Devo dizer que bastante.

Nessas horas, ganha mais quem é sensato. Quem pondera. Quem pesa os prós e contras. E - devo acrescentar – quem acredita em si mesmo.

Mas realidade sem sonho não tem graça. Não tem vida. Não tem cor.
Concordam? O inverso também vale. Sonhos são melhores quando tem uma certa realidade embutia. Aquela coisa de saber que é difícil, mas não impossível. É ai que mora o bom senso (primo-irmão do equilíbrio e autor de tantos feitos por ai).

Com sonhos a tiracolo e o bom senso nas mãos, mágicas- vira- e- mexe- acontecem. Simples idéias se transformam em tudo que agente sempre quis. (Quer coisa melhor?). São nesses momentos que a vida se mostra cheia de luz. De graça. E significado. Tudo passa valer a pena, momentos eternizam, apesar de toso os tropeços que temos pelo caminho...

Porque entrei nesse assunto? Porque sou uma das pessoas mais sonhadoras que eu conheço. Sonhos não molas que me impulsionam. São minha inspiração e força. Minha fé. A meu ver, quem não sonha (nem que seja um pouco), nunca se sente vivo de verdade.

Mas como tudo tem dois lados, é bom ficar de olhos bem abertos. Ou melhor: com os pés bem fincados no chão. Viver só de sonhos não basta. Quem se alimenta apenas de ilusão, perde a realidade da vida e se esconde em um mundo paralelo. Complicado, não? Também acho.
Haja discernimento para viajar, se aventurar nas estrelas e saber a hora certa de voltar!

Por isso (como uma boa aquariana que sou), continuo com a cabeça na lua. Os pensamentos nas nuvens. E, por via das duvidas, me belisco sempre para aterrissar. Afinal, quem disse que não podemos trazer pra terra o que criamos em nosso céu?

O medo mora ao lado das idéias loucas.


Estou de volta. E logo eu, que adoro um começo, não sei como – agora eu vou começar.
Hoje resolvi quebrar o meu silêncio depois de meses sem escrever. Não, eu não quero ficar longe das palavras. Nem de você. ( E, talvez, nem mesmo de mim).


Passei tantas coisas novas. Muitos momentos mágicos. Emoções que me fizeram calar. E me questionar: será que vou dar conta? Ai não é fácil. Sabe quando NADA no seu dia é morno? Não, nada comigo é morno. Nunca foi. E eu vou confessar: isso não me faz ser uma pessoa melhor nem mais poeta. Isso me torna mais louca.


Acho que o segredo pra viver momentos únicos e inesquecíveis na vida é ser ousada, viver o novo, que está o “ali ” te esperando para ser vivido.
As vezes sou mal interpretada por falar assim, o que as pessoas não entende que a minhas loucuras são por coisas boas, também tenho minhas limitações e regras, que eu mesmo criei pra mim, logo eu que odeio regras. Mas sou mulher, e por isso me cuido. Cuido do meu eu. Cuido do meu coração. Cuido da minha dignidade.
Gosto sim de tentar o impossível, fazer acontecer, mas hoje em dia a única coisa que vale a pena persisti é em sonhos. Porque para o sonho se torna real só depende de você.
Agora se aparecer um romance nesse meio tempo, “aproveite” ao máximo.


Mas por favor não se perca, não se deixe levar por pessoas problemáticas que não sabem o que quer da vida. Porque isso pode afetar os seus sonhos.
Mas não deixe de lutar por um romance ( se valer a pena é claro ), por que se não der certo pelo menos você fez a sua parte...


Foi vivendo essas loucuras que aprendi a me conhecer melhor, e descobrir meu lado onça. Meu lado Charlize. Meu lado criadora. Meu lado administradora – contadora. Meu lado humano. Meu lado psicóloga. Meu lado confiante. Meu lado desconfiada. Meu lado não-venha-com-conversa-fiada-que-eu-te-mato.


Não posso reclamar da minha vida, porque quando eu acho que tudo está perdido sempre aparece alguma novidade que me faz voltar pra nuvens, me refiro a tudo ta...rs*
É verdade! A minha nova etapa se inicio, e chego em boa hora afinal o ano que vem já estarei com 30 aninhos uiiii...


Então em breves estarei aqui contando muitas novidades...



O que tentei dizer que Mels não se fazem todos os dias.

Mulher de Frases.



Não sei pra você, mas pra mim o amor tem que ter cheiro. Gosto. E frases.
Não adianta me dizer que um olhar vale mais que mil palavras, que o silêncio diz tudo.
Não, não e não. Eu quero sentir, tocar, cheirar, provar, morder, ouvir e ler. Então, por favor, DIGA. Qualquer coisa que seja, qualquer frase, qualquer palavra, mas fale. Ou escreva. Mas por favor ETERNIZE.
Palavras foram criadas para fotografar o coração. Então por favor, não poupe o mundo da sua essência. Click. Palavras são simples. Precisas. Lindas em sua pureza de ser dita. Ben(m) dita!
Não precisa fazer pose. Deixe acontecer. Se a garganta der nó e a sílaba não sair, escreva. Caneta e lápis na mão, seja. Mostre-se. Sou apaixonada por frases. Me alimentos de palavras. Verdades incertezas, medos, doçuras e pequenas mentiras. Não importa. Eu quero provar seus verbos. Seus sujeitos. Eu quero te ler. Te sublinhar. Te copiar. Te re-ler. Então, por favor, escreva-se. Inscreva-se. Eu quero te pragar um post-it pra nunca te esquecer.
O que me encanta no mundo são letras, vogais, combinações inexatas entre o que quer dizer e o que se diz. Não precisa ser bonito. Muito menos escrever bonito. Palavra vira poesia quando dita com a alma. Por isso selte-se. Rabisque-se. Eu não vou analisar suas palavras. Eu vou apenas sentilas.
Sentir você em cada letra escrita, em cada ponto, em cada virgula. Por isso, permita-me.
Eu não quero gramática, dicionário, frases de efeito, plágios descancarados pra preencher o vazio.
Eu quero você. Você e suas letras tortas. Em qualquer frase qualquer rima, qualquer asteristico no pé da página. Mas que seja você.
Que brote do silêncio da sua alma bonita e se transforme em letras: palavras para eternizar a poesia que e seu coração!

Coisa louca é gostar de você.

"Tem o certo. Tem o errrado. E tem todo o resto". (Cazuza).

Essa é a minha história. Tenho sete vidas, uma tatuagem, vinte letra de músicas, um livro de muitas páginas, nenhum centavo no bolso e o coração na boca. Minha vida é feita de números, eu que sempre contei nos dedos. Mas gosto mesmo é das palavras. Letra. Frases. Sílabas. Nada me deixa muda, nada me faz parar. Só a rima certa, a estrofe perfeita. Ou o seu olhar.

(Existe esta vida mesmo ou te inventei pra me distrair?).

Pode pensar o que quiser, ainda acho a reciprocidade uma das coisas mais gostosas- e divertidas - desse mundo.

Vem cá! Me dá a sua mão. Coloca sobre meu peito. Agora sente. Olha o tumtumtum...
Você pode me ouvir? É pra você, seu besta! É por você que meu coração bate! (Ele, que de tanto bater, parou sem querer outro dia). Posso confessar? Jura que vai acreditar em mim? A verdade é que eu estou de saco cheia de história românticas. Meus casos de amor já não têm a menor graça. Será que você me entende? Eu escrevo porque vivo amores cinematográficos e quero contar pro mundo. Não!!! Eu escrevo porque eu sou uma maluca. Minha vida é real demais. Um fimlme "B" pra ser mais exata. Eu não acho graça em amores sem final feliz. Por isso, invento. Pro sangue correr nas veias, pras lágrimas cair dos olhos, pra adrenalina sacudir o corpo. Eu invento amores pra ver se eu acredito em mim. (Acredita?). Mas hoje eu estou cansada. Estou cansada de mentiras, de realidades, de telefone mudo e de música sem letra. Estou cansada de escrever sobre o meio ambiente, redigir manifestos contra o uso de pele de animais em casacos, falar sobre o que será a moda nas ruas. Hoje não! Uma hora eu escrevo sobre isso, sei lá. Mas deixa primeiro eu salvas a MINHA pele. Me deixa ser egoista. Me deixa fazer você entender que eu gosto de mim e quero me preservar. Me deixa fora de mentiras e dessa conversa fiada. Eu sou uma espécie em extinção: eu acredito nas pessoas.
E eu quase acredito em você. Não precisa gostar de mim se não quiser. Mas não me faça acreditar que você sente algo por mim, caso seja apenas derivado. Não me diga nada. ( Ou me diga tudo).
Não me olhe assim, você diz tanta coisa com um olhar. E olhar mente, eu sei! E eu sei por que aprendi. Também sei mentir das formas mais perversas e doce possíveis.
(Sabia?). Mas meu coração esta rouco agora. GRAVE! Você percebe? Escuta só como ele bate. O tumtumtum não é mais o mesmo. Não quero dizer o tempo que passou, que você passou, que a ilusão acabou, apesar de tudo ser um pouco verdade. O problema não é esse. Eu não me contento com pouco. (Nõ mais). Eu tenho MUITO dentro de mim e não estou afim de dar sem receber nada em troca. Essa coisa bonita de dar sem receber funciona muito bem em rezas, história de santos e demais evoluídos do planeta.
Mas eu não moro em igreja. Pode rir, é isso mesmo. Não vou fingir ser o que mão sou. Quer me tratar bem? Amém! Se não quiser, vá com Deus, não me procure mais! Amor incondicional é muito bonito. Mas eu só tenho por mim, pela minha fámilia. E pelos meus cachorros. De resto, sou igual bicho. Me morde e eu te como. Com minhas palavras.
Que são meu maior mel. E meu melhor veneno.

Ah! Então, vem....




Stop, agora é papo serio: não dá mais! Toma uma atitude logo. Se vira!
Pega sua mochila, joga dentro aquelas coisas que você nunca usa, desbloqueia um cartão de credito, pega uma carona na estrada e vem.

Vem!

Mas vem logo.
Vem me ver.
Vem me falar um monte de besteira.
Vem me beijar demorado.
Vem me fazer carinho bem gostoso.

Vem!

Vem virar a minha casa do avesso, vem me virar de cabeça pra baixo, vem me fazer ouvir aquele monte de CD que eu não gosto, deixar no repeat a mesma musica eternamente.

Vem!

Esquece o rádio, esquece as dividas, esquece a passagem fora da promoção. Deixa pra lá essa mania de querer tanto e achar que não da porque não tem um tostão.

(Voltaremos sempre ao mesmo refrão?)

Então, vem...

Esquece a rima, esquece a prosa, você me beija e eu quero mesmo é escrever uma puta história, e pra isso acontecer só falta você.

Vem!

Vamos ter aquelas conversas intermináveis, sem inicio nem fim, onde a gente começa a falar sobre melodia e termina divagando sobre futebol no começo do outro dia.

(...)

CARA, VOCÊ É LOUCO.

Mas eu sou louca por você.

Então, vem.

Mania de Gato!

É aquela velha história. Amor pra mim só dura em liberdade.
Nasci pra ser livre e – quem quiser – que me deixe assim.
Tenho dois pares de asas, um desejo infinito no peito e um lado druida que não se cala. Sou guerreira – Graças a Deus aprendi com meus pais. Sou aquariana.
Sou filha da lua. Quero sempre o vôo mais alto, a vista mais bonita, o beijo mais doce, o abraça mais aconchegante. Tenho um coração que quase me engole, uma força que nunca me deixa e uma rebeldia que às vezes me cega. Tenho um jeito de viver selvagem, mas sou mansa com quem merecer e muito arrisca com pessoas levemente duvidosas. Não gosto de café morno, de conversa mole, nem de noite sem estrelas. Sou bem mais feliz que triste, mas às vezes fico distante. E me perco em mim como se não houvesse começo nem fim nessas coisas de pensar de achar explicação pra vida. Meu único porto seguro é Deus e meus pais. Porque de resto na vida explicação mesmo, eu não sei: não há. E me agarro no meu sentir porque, no fundo, só meu coração sabe. E esse mesmo coração que me guia e não quer grades nem cobranças, às vezes me deixa sem rumo, com uma interrogação bem no meio da frase: O que eu quero mesmo?
Por isso, eu te peço ( de um jeitinho bem sem vergonha, que é assim que eu costumo ser: se eu gostar de você, tenha a gentileza de não me deixar tão solta. Não me pergunte aonde vou, mas me peça pra voltar. Apenas confie, se o seu sentimento for verdadeiro por mim pode ter a certeza que eu irei sentir e não vou te decepcionar. Sou fácil de ler, mas não tente descobrir porque o mesmo refrão insiste em tocar tanto. Se eu gostar de você, tenha a delicadeza de também gostar de mim. E me deixe ser assim exatamente como sou. Meio gato, meio gente. Desconfiada. E independente. E adorada de todos os luxos e lixos do mundo. Quer me prender? Nem tente. Quer me adorar? A escolha é sua, vá em frente!





Ps: Seja o que for, mas seja verdadeiro com o mundo!

Com que letra eu vou?


Se não deu certo,

Apague e recomce.

Equeça o que ficou.

Esqueça a culpa,

Esqueça a dúvida.

O que importa é o que você tentou.

O que foi quase engano.
Apague e recomece.


Eu sei até onde devo ir e insistir, e você sabe?
É sempre hora de mudar.


De virar a pagina.

E se reinventar.


"Mesmo que doa, aprender nunca é um processo á toa".


Ps: Para todos que tem coragem de recomeçar.

Chocolat are girl’s best friend.


(Em tempos de crise mundial e homonal, quem pensa em diamantes?)

Drummond disse uma vez que há duas épocas na vida em que a felicidade está numa caixa de bombons: na infância e na velhice. Tudo bem, eu perdôo. Drummond não nasceu mulher, nunca teve TPM. Ele não sabia que há uma época do mês, durante toda a vida, em que a felicidade de uma mulher mora bem ali: no doce saber de um bombonzinho.
Mentira minha? Ah, não sei não. “Naqueles dias”, meu bem, só um docinho na boca pra salvar o humor e acalmar os ânimos. Claro que-se possível- também queremos colo, elogios e um bom cafuné. Ma chocolate- ah, chocolate não tem erro! Ele está sempre ali. Nos esperando... Nos acalmando... Mandando baldes de serotonina para nosso corpo desassossegado. Um namorado tembém ajuda. Ou não. Quem não nasceu mulher nunca vai saber ao certo como é ser mulher. Como é ter um monte de hormônios no comando, nos deixando assim: á mercê de toda nossa loucura. Ah, Deus tenha piedade de nós! ( E de todos os homens que agüentam nossas maluquices!). Temos direito universal a sermos loucas e complicadíssimas uma vez por mês e, mesmo assim, continuarmos a sendo amadas e queridas por nossos amigos e amores. Já ouviu dizer que TPM é frescura. Eu confesso que não é. Ficarmos chtas de verdade ninguém- em sã consciência - quer parecer chata. ( Afinal não somos burras. Ou somos?). Ás veses fico irritada. Em outras (a grande maioria), fico emotiva e comovida com toda as dores do mundo. Por favor, grifem essa parte: Com todas as dores do mundo. Sofro por todas, e por tudo e choro. Choro vendo o jornal nacional, choco ouvindo música, choro porque o humilde velhinho tirou um botão pra pagar o pão achando que era moeda...(Ah, não!!!). E choro- copiosamente e sem fim- vendo as reprises de Greys Anatomy (porque todos hospital resolve morrer bem no dia em que eu fico menstruada?) E a mão do doutor treme, o mundo treme, o queixo treme, o humor se alterna e os homens- nossa! – como eses tremem! Morrem de medo de nós porque não sabem o que os aguardam. ( Se agente mesmo não sabe, imaginem eles!).
Por isso, hoje, num dia incrivelmente comum onde nada lá fora e dentro de mim TUDO ferve, eu resolvi escrever esse texto. Porque milhares de bombons de Sonhos de Valsa foram atraídos para o meu contexto super hormonal e consumido sem a mínima culpa ( sim, nesses períodos, não existe espaços para culpas!). E agora, Só Agora, posso dizer com a maior certeza e doçura do mundo: CHOCOLATE É O MAIOR AMIGO DA MULHER!

Pergunto: em se tratando de chocolate, o que é mais importante: o tamanho ou prazer que ele proporciona?
Hahaha! Meninas, deixem suas opiniões e preferências de marca, cor e tamanho! Alguém já experimentou Lindt?

Um delicioso final de semana, mordidas para todos!
 
A energia segue a intenção. © 2011 | Designed by Ibu Hamil, in collaboration with Uncharted 3 News, MW3 Clans and Black Ops